Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Ciúme é chama maldita

Letra de Jorge Rosa música de Armando Machado-Fado cigana


Ciúme é chama maldita
Que se ateou na minh'alma
E que aos poucos me devora,
Padece a pobre, e não grita
Sofre, mas não perde a calma
Agoniza mas não chora.

Só eu e Deus, mais ninguém
Sabemos quanta tortura
O meu coração padece.
Mas no meu rosto, porém
Nem a mais leve amargura
Se desenha, ou transparece

E ao fracasso não cedo
E juro por minha fé
Ninguém verá o meu fim.
Eu sou como o arvoredo
Morrem as arvores de pé
Também morrerei assim



video

Sem comentários: