Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Rouxinol da Ribeira

Volto a um dos meus fadistas preferidos António Pelarigo, um grande fadista do Ribatejo, que nunca tive o prazer de ouvir cantar ao vivo.

Aqui canta um fado de Januário Pereira e música de Pedro Rodrigues-Sextilhas

Mal o dia amanhecendo
ia a Ribeira se enchendo
de gritos e de pregões
e o peixe desembarcado
é na lota apregoado
no meio de palavrões

Há muito que ali vendia
toda a gente a conhecia
a Gracinda vendedeira
dava gosto ouvir cantar
e eu sempre lhe ouvi chamar
o Rouxinol da Ribeira


Sua filha ainda garota
tão traquina tão marota
a pequena Manuela
certo dia se afastou
e junto ao Tejo brincou
que ninguém mais soube dela

Hoje de negro vestida
chorando a filha perdida
com dor sincera e verdadeira
ao mercado já tornou
mas a cantar não voltou
o Rouxinol da Ribeira



video

2 comentários:

jaume disse...

Muito lindo este fado. Ha tempo queria ter a letra dele. Ouvi-lo cantado por o Nuno de Aguiar e faltava-me algunas palavras que não consegui perceber.
Gosto da voz da Antonio Pelarigo que não conhecia.
Saudações desde Barcelona
Jaume

Severa Mourisca disse...

Jaume

Sim é verdade Nuno de Aguiar também tem esta Fado gravado.

Vou tentar trazer o Nuno de Aguiar a este cantinho do Fado.

Pelarigo é um monumento fadista e eu também gostaria de saber mais coisas dele

Apareça mais vezes