Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Amor ausente


Falar de Ricardo Ribeiro, é muito fácil basta dizer "Talento" e repeti-li até à exaustão.

Muito jovem ainda mas já um nome importante, que não deixou de se impor, desde que duplo vencedor indiscutível da Grande Noite do Fado, em juniores e em seniores, começou a sua carreira, nessa local de eleição, onde nascem fadistas e outros se reafirmam, o Restaurante "Os Ferreiras" em Lisboa, pela mão do saudoso Fernando Maurício, que muito o apreciava.

Aqui canta uma letra de Autor desconhecido com musica do Fado Solene de Alberto Correia

Já não vejo o sol nascente
é noite dentro de mim
eu vivo de amor ausente
minha noite não tem fim

Tantas noites sem te ver
tantas preces faço a Deus
que me importa assim viver
se não vejo os olhos teus

Neste maldito desejo
de te querer e de gostar
podes crer se não te vejo
não vejo a noite passar

A noite que me enlaça
a tristeza de te querer
enquanto a noite não passa
passar sem ti é morrer



2 comentários:

jaume disse...

Gosto infinito este menino.Eu sou de Barcelona, mas ouvi-lo em Lisboa e também en Espaha. Não sou muito bom para definir ninguem, e so posso dizer: ESPECTACULAR.
Posso pedir-lhe algum fado da Filipa Cardoso, ainda não la ouvi e so faço que ler boãs opiniões dela.
Muito obrigado

lfm disse...

Caro Jaume
Começo por lhe dizer que também adora a sua cidade, já la fui 3 vezes e voltarei por certo.
Gosto de ir ver o grupo da Carmen Amaya a Montjuich

Ainda bem que gosta do Ricardo, eu vi-o "nascer" para fado, aquele voz fantástica.

Filipa Cardoso vou ver se arranjo

Parabéns pela forma como tenta chegar ao português, tomara eu escrever assim em catalão

Um abraço

lfm