Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Na hora da despedida

O inimitável Tristão da Silva volta aqui com mais um dos seus fados inesquecíveis

Aqui canta uma letra de autor desconhecido para a música do fado puxavante que grande polémica tem sobre a sua autoria


Quando o lobo desce a serra
na fome que a neve traz
não há nada que resista
à sua fome voraz

Falar-se de honestidade,
é bom para quem muito tem,
mas da serra da verdade
todos são lobos também

É lobo aquele que na gloria
quer um trono requintado
foi lobo aquele que na história
teve um lugar demarcado

Quando a a fome bate à porta,
do honrado cidadão,
não é homem mas é lobo,
se não é lobo é ladrão

Nesta alcateia de lobos,
a que chamam sociedade,
não há lugar para todos,
nem para os que falam verdade.




video

3 comentários:

quimfadista disse...

Este fado tem o titulo de O Lobo da Serra e é estilado no fado Menor. O autor do poema é Paco Gonzalez. Um abraço

quimfadista disse...

Este fado tem o titulo de O Lobo da Serra e é estilado no fado Menor. O autor do poema é Paco Gonzalez. Um abraço

quimfadista disse...

Este fado tem o titulo de O Lobo da Serra e é estilado no fado Menor. O autor do poema é Paco Gonzalez. Um abraço