Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Recorda-te de mim

Saudades de António Morão que afirmo é um dos maiores fadistas portugueses de SEMPRE, hoje retirado continua a ser credor da homenagem de toda a gente que ama o fado.

Recorda-te de mim, já não sou a criança
Que envolto em ilusões, em ti acreditou
Hoje sou um qualquer a quem roubaste a esperança
De ver realizado, um sonho que sonhou

Recorda-te de mim e lê nos olhos meus,
A tristeza sem par, que deste olhar se solta,
Que tu dizias ser a luz dos olhos teus,
E tudo suportou sem gritos de revolta.

Recorda-te de mim, que à tua despedida
Nem um adeus sequer, da tua boca ouvi,
E perdido de amor, quase perdi a vida
De ter, por meu castigo, acreditado em ti

Agora, desfeitas já, minhas esperanças fagueiras
Vivo sem ter amor e sou feliz assim
Não te quero jamais, nem peço que me queiras,
Mas ao mentires a alguém, recorda-te de mim


video

Sem comentários: