Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

domingo, 26 de setembro de 2010

Poema do nosso amor


Carlos Zel foi um dos fundadores da Academia do Fado e da Guitarra. Nos últimos anos da sua vida, foi o impulsionador e organizador das Quartas de Fado, no Casino do Estoril, por onde passaram muitíssimas vozes de várias gerações.

Nesses concertos também desempenhou o importante papel de divulgador de novos talentos. Deu, de resto, uma importante ajuda nos primeiros passos de fadistas como Camané e Katia Guerreiro.

Em 2000, encheu o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém num concerto que marcou definitivamente a sua consagração. Viria a falecer a 14 de Fevereiro de 2002, na sua casa, em Cascais.



Aqui canta na música do fado Acácio de Acácio Gomes uma letra de Hortense Viegas Cesar

De tanto pensar em ti
Desde que te conheci
Chego a não compreender;
Qual a razão ou motivo
Se é por mim próprio que vivo
Se és tu quem me faz viver

E fico então, convencido
Que este afecto desmedido
Passa as normas usuais
Mas corre um dia após dia
E descubro por magia
Que te amo ainda mais

Não tentes compreender
A causa deste meu querer
Para amar não há razão
Só podemos assumir
É inútil discutir
As razões do coração

Talvez que nesta loucura
Se resuma por ventura
Tudo o que não sei dizer
O que sinto é tão maior
Que não cabe, meu amor
Nas palavras que disser
video

Sem comentários: