Querendo ver outros blogs meus consultar a Teia dos meus blogs

quinta-feira, 29 de março de 2012

Uma vida noutra vida

A espantosa Carminha, feita talento puro e intuiação para tudo o que é fado, o tempo o sentimento, a atitude, tudo nela é fado. Trago-a aqui de novo para cantar uma letra de Aldina Duarte para o fado pechincha de João do Carmo Noronha um fado tradicional, que, constato hoje é uma estreia aqui na casa

Talvez o mesmo caminho
Seja agora mais sombrio,
Talvez por andar sozinho
Corre o sol atrás do frio.

Em silêncio um coração
Acorda a casa vazia,
Não permite a ilusão
Fingir a dor que trazia.

Porém insisto em mostrar
Que o amor desaparece
Numa vida a despertar
Noutra vida que adormece.

Talvez a lua não queira,
Dizer nada a quem partiu
Talvez à sua maneira
Diga adeus ao que sentiu.



video

Sem comentários: